Post colaborativo enviado pelo leitor Marcos A.

“Hoje em dia existe uma grande facilidade de encontrar filmes adultos na internet. Ainda sou de um tempo que para assistir um bom filme pornô era necessário um amigo com fitas VHS ou ser amigo do dono da locadora para conseguir alugar, caso você fosse menor de idade.

Fazendo um comparativo com os filmes atuais, incluindo atores e atrizes, houve uma grande transformação com o passar do tempo.

Assisti muitos filmes dos anos 80 e começo dos 90. Achava interessante e gostava quando os filmes tinham uma história, como por exemplo “Hot Gun”, lançado em 1986, mesmo ano do celebrado “Top Gun”. Havia uma historinha de fundo, mesmo que as vezes bobinha, e com um detalhe muito interessante: tanto os atores como as atrizes eram mais normais. Nada de caras tão super dotados.

Já as atrizes, na grande maioria, eram muito bonitas. Era muito raro alguma delas ter silicone. Algumas tinham seios bem pequenos que se encaixavam perfeitamente em seu corpo, como a Stacy Donovan. As de seios bem avantajados tinham esse diferencial, como a Christy Canyon. Não me lembro delas serem depiladas, mas cada uma tinha a sua peculiaridade. Era bem raro as que fazia sexo anal, sendo que hoje em dia quase todas fazem e em quase todas as cenas. Outro detalhe era que os homens não gozavam na boca, finalizavam em alguma parte do corpo. Mas lógico que existiam aquelas que davam uma experimentada. Acredito que as mulheres de hoje em dia gostariam de assistir esses filmes.

Nessa época não faziam posições mirabolantes como hoje, era muito mais próximo de um casal ‘normal’ entre quatro paredes. De certa forma os filmes seguiam o mesmo roteiro: As mulheres recebiam sexo oral, em seguida os homens e depois partiam para algumas posições, que não passavam de três. Outro detalhe é que as cenas tinham em média 15 minutos.

Assistindo os atuais, principalmente os nacionais, a falta de uma história é sentida, e uma cena leva em média trinta minutos. Percebo que fica cansativo de assistir e começa a fugir muito do que realmente acontece no mundo real.

Voltando um pouco mais no tempo, os filmes do começo dos anos 70 eram bem engraçados. Quem ainda não assistiu o clássico “Garganta Profunda”, com a icônica Linda Lovelace, assista! Vai parecer um filme de sexo explícito meio bobinho, mas com uma história interessante e cenas bem mais inocente que hoje.

Quem tiver a curiosidade de conhecer esses filmes no Xvideos, faça a busca colocando o ano exato que vai aparecer muito material bacana.”