O “teste do sofá” é um eufemismo para um fenômeno sociológico que envolve a troca de favores sexuais por uma pessoa na condição de aspirante, empregado, aprendiz ou subordinado a alguém que lhe seja superior em retorno por algo que interesse ao subordinado: uma promoção no emprego, um trabalho vantajoso, uma vaga de mestrado ou doutorado, etc.

 

O conceito de “teste do sofá” geralmente refere-se à indústria do entretenimento, mas pode-se aplicar a qualquer área que seja altamente desejada e competitiva. O “teste do sofá” envolve o superior demandar um favor sexual de um subordinado oferecendo em retorno uma vantagem econômica ou ocupacional ou o subordinado seduzindo o superior com o interesse de ganhar vantagens na carreira. (Via Wikipedia)

 

Na prática:
Ela descobre que pra passar na entrevista tem que passar pelo teste do sofá…

…que o o desejo de ganhar muito $ é maior que tudo…

…que nem mesmo se tiver um marido ou namorado a ambição fala mais alto…

…e até mesmo quem está começando pode se deparar com um contratante que irá propor “teste do sofá”, será que ela topa?

É fato que todos sabemos que o “teste de sofá” existe, mas ninguém admite ter feito para conseguir seus êxitos. Nesse site as europeias não estão nem aí e caem na lábia do empregador. A vaga é para a industria pornô, mas mesmo que queiram ser só “secretárias” tem que entrar no jogo.