Diferente de uma aventura sexual com consentimento do casal para reconciliação do casamento, o código legal e ético islâmico, Sharia, possui uma “cláusula”, interpretada erroneamente, chamada “halala”, onde a mulher muçulmana, pós seu divórcio, se casa e consuma o fato com um estranho, se divorcia novamente e assim pode ter seu marido novamente (caso ele a queira).

Segundo investigação da BBC, existem inúmeros sites oferecendo mulheres muçulmanas divorciadas por decisão unilateral dos maridos. As mulheres oferecem desesperadamene milhares de dólares para terem casamento, sexo e divórcio com estranhos.

Curiosidade: homens muçulmanos podem se divorciar imediatamente e unilateralmente de uma mulher apenas dizendo a ela a palavra “talaq” três vezes. O “triplo talaq” é uma prática aparentemente proibida, mas ainda acontece em muitos países, inclusive no Reino Unido.