Macrofilia é o fetiche em que o fetichista sente atração por pessoas em tamanhos enormes, fantasiosos e impossíveis, ficando totalmente a mêrce do objeto de desejo. Também inclui exploração do corpo do(a) gigante como um cenário de excitação e prazer, navegando pelas partes gigantes como zonas erógenas. Existem macrófilos que só conseguem se envolver, na vida real, com pessoas mais altas e/ou mais gordas e volumosas do que elas. Hoje, as comunidades adoradoras de “gigantas” e “gigantes” crescem gradativamente e a fantasia pode ser mais comum do que parece.

Os momentos da macrofilia

Este fetiche tem alguns momentos importantes para sanar o desejo de seus adeptos.

“O crescimento”: momento no qual a/o gigante cresce, suas roupas se rasgam, ela/ele surge acima dos prédios. Será um momento de destruição, com os prédios entortando ao redor do gigante, carros serão esmagados, o exército provavelmente será chamado. O gigante poderá ser agressivo ou inocente, sem entender o porquê de seu crescimento.

“A corrida”: momento que o gigante esmaga tudo o que vê pela frente com seu corpo. Estes esmagamentos podem ser feitos com seus seios (boobcrush), bunda (buttcrush) e pés (footcrush). Outros fetiches podem ser incluídos neste momento, como o ‘Vore’ com o gigante devorando pessoas.

A dominação de um macrófilo

Na macrofilia o macrófilo deseja ser dominado pelo gigante, mas a dominação não precisa ser bruta e sexual. O macrófilo pode satisfazer seus desejos com uma gigante tendo carinhos maternos, dominando-o como um ser tão pequeno que precisa de cuidado.

Grandes nomes da macrofilia

Mark Griffiths: psicólogo e professor especializado em dependências comportamentais na Universidade de Trent em Nottingham. Para Mark, a atração pelas mulheres gigantes – que ele compartilha em sua vida sexual – gira em torno da sensação de insignificância que isso proporciona. “Eu me sentiria incontrolavelmente levado por sua beleza e poder, apesar do perigo que tal encontro poderia implicar”, diz ele. “Como um ser superior, ela seria muito cuidadosa comigo, satisfazendo suas próprias necessidades, seja na forma de alimento para nutrir seu corpo superior ou como um brinquedo sexual para usar e quebrar mais tarde, eu não teria escolha senão render-se a ela”.

Giantess Katelyn: mulher responsável por satisfazer os homens que precisam da imensidão feminina. Ela fantasia sobre ser tão grande quanto seus seguidores e seu próprio prazer lhe dizer. No seu site oficial, é possível encontrar vídeos para venda, textos, quadrinhos, fotografias, colagens, um blog e um link para a lista de desejos de Katelyn na Amazon para que seus fãs possam lhe comprar presentes.

Site de macrofilia

O site Giantess Dommes é uma referência para os adeptos da Macrofilia, ele traz diversas modelos e atrizes pornôs simulando serem gigantes dominando os pequenos e ínfimos usuários.

Macrofilia em desenhos pornográficos (cartoon) e hentais

Por ser um fetiche fantasioso, a macrofilia utiliza muito dos artifícios dos desenhos eróticos e pornográficos para satisfazer os macrófilos, nestes conteúdos é possível ver pequenas pessoas transando com enormes e gigantes monstros.

A tecnologia a favor da Macrofilia

Para realizar este fetiche, muitos adeptos recorrem a programas digitais de edição de vídeo e de tratamento de imagens, como o Photoshop, assim criam mulheres sobredimensionadas, do tamanho de prédios. A Internet foi a maior responsável pelo crescimento de adeptos à macrofilia por conta do rápido compartilhamento de imagens, vídeos digitais e jogos. Os dispositivos de realidade virtual serão o próximo passo para os macrófilos se satisfazerem sem limites.

Macrofilia gay

Em muitas definições a macrofilia é tratada como atração a uma pessoa do sexo oposto com gigantismo, mas na verdade o sexo e o gênero pouco importam para alguns macrófilos que gostam mesmo é da questão da pessoa ser gigante, mesmo que as imagens não contenham cunho sexual. O site Gakuranman’s Giant mostra imagens de macrofilia gay.

Vídeos de Macrofilia